Conserto de eletrodomésticos em BH e região

Quando os eletrodomésticos começam a queimar

Em suma, muitas pessoas não sabem quando os eletrodomésticos começam a queimar e o que fazer para prolongar a vida útil dos aparelhos.

Afinal, a frequência de eletrodomésticos queimando em um local pode acontecer por diversas causas.

Por exemplo, voltagem inadequada, alteração na tensão, problema no aterramento, entre outros fatores.

Além disso, quando a fiação do local é antiga, com mais de 10 anos, é essencial ter atenção redobrada. Nesses casos, reformar parcial ou integralmente a parte elétrica pode ser a solução.

Outro ponto importante é que durante os períodos de chuva, a queima de eletrodomésticos pode ser ainda mais frequente.

Quando os eletrodomésticos começam a queimar

Uma vez que o disjuntor pode desarmar, bem como o fornecimento de eletricidade, podendo resultar em aparelhos queimados.

Assim, a principal razão para que isso ocorra é a sobrecarga elétrica. Lembrando que no Brasil, a maioria das tomadas são de 127V e 220V.

E é essencial entender isso para saber quando os eletrodomésticos começam a queimar. Já que não adianta saber quais eletrodomésticos comprar primeiro se você não souber zelar por eles.

Por isso, quando você coloca um aparelho de 220V em uma tomada 110V, provavelmente ele vai queimar.

Talvez não imediatamente, mas com o uso frequente, pois a tomada não aguenta a força da corrente elétrica.

Quando os eletrodomésticos começam a queimar?

Eletrodomésticos podem começar a apresentar falhas por diversos motivos. Oscilações de energia, tempo de uso prolongado e falta de manutenção são algumas das causas comuns.

Então, mantenha sempre a atenção na voltagem do local e nas instruções do fabricante.

Além disso, faça manutenções periódicas com uma empresa de manutenção e conserto de eletrodomésticos para garantir a longevidade do seu equipamento.

Afinal, entendendo quando os eletrodomésticos começam a queimar, basta saber o que fazer para evitar ou adiar o problema.

O que fazer quando queima um eletrodoméstico?

Caso o motivo da queima do equipamento, eletrônico ou eletrodoméstico, for causado pela chuva, raios, temporais ou outras causas naturais que afetam a energia elétrica, o consumidor pode solicitar o ressarcimento para a concessionária de energia.

Uma vez que o ressarcimento é um direito garantido e também regulamentado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Ou seja, é certificado para todos os brasileiros.

No entanto, você precisa fazer a solicitação em até 90 dias após o ocorrido. Por sua vez, em até 10 dias depois da reclamação, a concessionária precisa verificar o equipamento.

Após 15 dias passados da verificação, é feito o parecer e, se comprovado o ocorrido, há mais 20 dias para ressarcir o consumidor.

Porém, nestes casos não adianta saber quando os eletrodomésticos começam a queimar, já que se trata de um problema na rede elétrica.

Como evitar de queimar eletrodoméstico com raio?

Primeiramente, o mais simples a se fazer é tirar os aparelhos da tomada, especialmente em períodos de chuva e temporais.

Porém, isso muitas vezes não é possível, como no caso de geladeiras, freezers e outros itens que não devem ficar sem conexão com a energia elétrica.

No entanto, essa é uma dica útil para equipamentos que não necessitam estar ligados o tempo todo. Por exemplo, televisões, fornos, entre outros.

Mas, já que não é possível prever quando os eletrodomésticos começam a queimar, outra solução é usar um DPS (Dispositivo de Proteção de Surto), que é ligado à tomada e auxilia a evitar picos de tensão.

Como evitar que queda de energia queime meus eletrodomésticos?

Alguns imprevistos causados por raios ou quedas de energia conseguem ser evitados. Isso porque no mercado temos alternativas que mantêm a energia de forma constante e, assim, protegem os dispositivos dos picos ou cortes repentinos da transmissão da eletricidade.

Dessa maneira, os principais equipamentos usados em residências são os estabilizadores, nobreaks, protetores eletrônicos e dispositivos de proteção elétrica.

Então, se você se preocupa com quando os eletrodomésticos começam a queimar, entenda melhor sobre cada um destes equipamentos a seguir.

Estabilizadores

Antes de mais nada, os estabilizadores são feitos para corrigir a tensão e prover energia estabilizada aos equipamentos que sejam conectados a ele.

Assim, ele atua quando existe sobretensão e subtensão, garantindo a energia constante. Bem como, protege os equipamentos também de transientes e surtos elétricos.

Dessa maneira, os estabilizadores podem ter filtros de linha interno que protegem os eletrodomésticos quando ocorre pico de tensão.

Os estabilizadores são usados principalmente em residências e podem auxiliar a proteger mais de um equipamento, já que tem a capacidade de conectar várias tomadas.

Mas, em alguns momentos, por exemplo quando os eletrodomésticos começam a queimar mesmo com estabilizadores, pode ser um problema na sua rede elétrica.

Nobreaks

Já os nobreaks são equipamentos que alimentam os dispositivos conectados caso ocorra a falta de energia ou oscilações na rede elétrica. Sendo assim, atuam de duas formas:

  • Auxiliam a manter a energia estável quando acontece alguma oscilação na rede, não deixando que a instabilidade promova danos aos eletrônicos domésticos;
  • Faz com que a energia continue constante em caso de pico para não sobrecarregar esses aparelhos.

Além disso, algumas pessoas pensam que esses aparelhos são usados apenas para empresas ou indústrias, mas há nobreaks de diferentes portes.

Ou seja, existem modelos que podem funcionar dentro de uma residência sem gastar muita energia. 

Portanto, o tipo mais recomendado para eletrônicos simples, como TVs, computadores e home theaters são chamados de nobreaks interativos.

Então, entendendo quando os eletrodomésticos começam a queimar, os nobreaks podem ajudar em muitos casos.

Assim, você pode evitar o conserto de geladeira, máquina de lavar e outros eletrodomésticos na sua casa.

Protetores eletrônicos

Há também os protetores eletrônicos, confundidos com réguas de tomada. Entretanto, enquanto esta tem somente a função de extensor, os protetores funcionam para proteger contra sobrecarga, curto-circuito, surto de tensão e também na volta da energia depois de uma queda. 

Sendo assim, além de funcionar como uma extensão, ele também é uma maneira de garantir que os aparelhos conectados não vão queimar com as alterações na rede elétrica.

Dispositivos de proteção elétrica (DPS)

Por último, também existe a opção de usar dispositivos de proteção contra surtos elétricos. Uma vez que eles protegem os equipamentos de raios, surtos de tensão e de sobrecargas.

Pois, o DPS protege todos os pinos, como o condutor terra, e proporcionam garantia contra choques elétricos.

Então, sabendo quando os eletrodomésticos começam a queimar, este é um dos melhores equipamentos para evitar o problema.

Conclusão

Quando os eletrodomésticos começam a queimar, isso pode indicar desgaste, falhas elétricas ou uso inadequado.

Desta forma, para prolongar a vida útil desses equipamentos, é essencial estar atento à voltagem, seguir as recomendações do fabricante e fazer manutenções preventivas na sua rede.

Por fim, investir em cuidados básicos pode evitar prejuízos e garantir um funcionamento eficiente por mais tempo.